A expectativa da criação

spirit-and-nature-wallpaper-hd-1080p-for-desktopÉ interessante perceber que quando falamos em restauração, salvação, obra de redenção, entre outros temas que dizem respeito aos planos salvíficos de Deus, geralmente pensamos nos seres humanos.  Com certeza o homem foi o ápice da criação de Deus, pois o homem foi formado pelas próprias mãos de Deus, enquanto todo o restante da criação foi criada pela sua palavra. Ao ser humano foi dada a ordem de dominar e governar sobre os animais na terra, na água ou no ar, sujeitar a terra e habitá-la. Mas será que redenção tem relação somente com a humanidade?

“Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós. A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus. Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora. E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo. Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.” (Romanos 8.18-25)

Desde a Queda de Adão e Eva no Jardim do Éden, em Gênesis 3, o pecado entrou no mundo trazendo dor, sofrimento, guerras, imoralidade, violência, quebra de relacionamentos, maldade e todo tipo de prejuízo que possamos imaginar. O pecado trouxe a separação da criatura com o Criador. O próprio Jesus disse que neste mundo nós teremos aflições, enfrentaremos sofrimento, passaremos por dores, viveremos neste mundo com muita luta e trabalho duro. Tudo isso por causa do pecado, da desobediência contra Deus.

Agora, o apóstolo Paulo está nos ensinando que no tempo presente passaremos por sofrimento e angústia, mas o interessante é que ele não fala apenas do ser humano, mas de toda a criação. Toda a criação de Deus foi afetada pelo pecado, e no versículo 22 Paulo diz: “Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora.” – Ou seja, todo o universo criado, tanto os seres humanos, como a natureza e os animais, afetados pelo pecado, gritam e suportam angústias até os dias de hoje. Por causa do pecado do homem, não somente nós sofremos, mas toda a criação sofre: “Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou” (Rm 8.20).

E é exatamente por isso, que a Bíblia nos ensina que, não somente nós aguardamos a redenção completa de Cristo Jesus, mas toda a criação, com expectativa, aguarda a manifestação do glorioso dia em que tudo será redimido. Não somente nós seremos restaurados, mas toda a criação será restaurada. A obra redentora de Jesus tem como alvo não somente o ser humano, mas todo o universo criado: “Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.” (Rm 8.20-21).

Enquanto vivermos neste mundo, teremos aflições e sofrimentos. A criação gemerá e suportará angústias por causa do pecado humano, mas a esperança do cristão está naquele dia glorioso, em que Cristo virá com poder e grande glória e completará sua obra de redenção, nos libertando completamente do pecado, livrando a própria criação do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. É este dia que esperamos, e não somente nós, mas todo o universo criado: “Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.” (Rm 8.24-25) – Aguardamos o dia em que veremos a Nova Jerusalém celestial, novos céus e nova terra, um universo plenamente restaurado para um povo completamente redimido, lugar onde o próprio Deus vira habitar para sempre com seu povo.

Esta realidade da Palavra de Deus deve nos trazer algumas implicações práticas:

1. Devemos entender que conforto e bem-estar nesta vida não devem ser o alvo do cristão, já que vivemos em um mundo corrompido pelo pecado, que geme e suporta angústias até agora. Devemos entender que o nosso pecado nos distancia de Deus, e o distanciamento de Deus traz dor e sofrimento. A nossa esperança de conforto e bem-estar está naquele dia glorioso, em que Cristo virá pela segunda vez e completará a sua obra. “… os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.” (Rm 8.18)

2. Precisamos cuidar do nosso corpo, que está em processo de restauração, santificação, e um dia, será completamente redimido e glorificado por Deus, para habitar juntamente com Ele. “… nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo.” (Rm 8.23) – Deus não irá destruir este corpo e criar um novo, mas irá restaurar este mesmo corpo, o redimindo de todo e qualquer traço do pecado, para sermos como Cristo.

3. Precisamos cuidar do mundo em que vivemos. Muitos acham que, no fim de tudo, Deus irá destruir sua criação para construir algo novo, por isso não se preocupam em cuidar e preservar o ambiente em que vivem. A Bíblia não nos ensina isso. A Bíblia nos ensina que, assim como Deus não irá destruir nossos corpos, mas sim restaurá-los e glorificá-los, Ele fará a mesma coisa com o universo criado. Deus não irá destruir este mundo, mas sim redimi-lo e restaurá-lo: “… na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção” (Rm 8.21)

Thiago Machado Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s