A maneira correta de ler o mundo

Boy-looking-through-telescope-in-desertDiariamente nós lidamos com questões e situações em que nos é exigido algum tipo de resposta. As vezes, algumas coisas acontecem, e nós tentamos ir em busca de explicações. Porque as tragédias acontecem? Porque as pessoas sofrem? Porque tem me acontecido algumas coisas ruins? Todos os dias somos colocados em inúmeras situações as quais temos que interpretar, refletir e responder adequadamente. E a pergunta é: Como lidar com essas questões? Como lidar com todas as situações que nos aparecem diariamente? Como ler e interpretar o mundo a nossa volta de maneira bíblica?

Eu gostaria de colocar aqui apenas 4 princípios bíblicos que tenho aprendido e espero que você também aprenda, e que esses princípios possam nos ajudar a interpretar as questões do dia a dia e a responder à elas adequadamente. É claro que nós nunca teremos todas as respostas para todas as situações da vida, mas esses princípios serão norteadores na busca pela verdade, e se nós tivermos esses princípios bem firmes em nossa mente e em nosso coração, com certeza, trilharemos o caminho certo. Os quatro princípios são:

1. A soberania de Deus. “O Senhor faz tudo o que lhe agrada, nos céus e na terra, nos mares e em todas as suas profundezas.” (Salmos 135:6) – Deus é o criador, sustentador e governador de tudo e de todos. É ele quem decreta e determina todas as coisas. Os pensamentos de Deus são mais altos que os nossos, a vontade de Deus é perfeita, Ele nunca falha, Ele é Todo-Poderoso e conhecedor de todas as coisas. Esse é o primeiro princípio que deve guiar nossa vida.

2. A suficiência das Escrituras. “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3:16-17) – A Bíblia é a nossa única regra de fé e prática, e tudo o que nós devemos saber sobre Deus, sobre a vida e a morte, sobre a salvação e a redenção em Cristo foi revelado nas Escrituras, e não há necessidade de novas revelações nos dias atuais. Ela é suficiente para nos instruir na verdade, para nos ensinar, repreender, corrigir e exortar. Nela nós encontramos a vontade de Deus para nós.

3. A depravação do homem. “Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Romanos 3:23) – Desde a Queda de Adão e Eva em Gênesis 3, o homem se corrompeu em todas as suas faculdades, se tornou um pecador e é incapaz de aproximar-se de Deus pelos próprios méritos. Não temos nada de bom em nós para oferecer a Deus a fim de agradá-lo. Para isso dependemos do quarto e último princípio.

4. A suficiência da obra Cristo. “… sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.” (Romanos 3:24) – Somente através da obra de Cristo, sua morte e ressurreição, é que nós somos declarados justos e aceitos por Deus. Somente em Jesus Cristo há salvação e vida eterna, e em nenhum outro.

Espero que esses quatro princípios nos ajudem em nossa caminhada cristã, e que esses sejam os óculos com os quais nós lemos e interpretamos o mundo em que vivemos.

Thiago Machado Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s