Vida cristã rumo ao amor (Agape)

loveCaminhamos rumo à plenitude de Cristo e à maturidade cristã. As Escrituras nos mostram claramente que esta progressão cristã culmina no amor (agape). Agape é a mais alta forma de amor. É o amor que Deus tem por nós e nós devemos ter por Ele como resultado da graça redentora e transformadora. A formação espiritual é, no entanto, uma progressão da vida cristã rumo ao Agape, ao amor de Deus: Continue lendo “Vida cristã rumo ao amor (Agape)”

Uma breve reflexão sobre o culto cristão

Members of the Presbyterian Church of the Big Wood attend a service in Ketchum, Idaho

O culto cristão não é uma série de elementos independentes. É uma história que gira em torno do Deus trino (Pai, Filho e Espírito Santo), e que nos lembra da nossa necessidade Dele. O culto cristão é moldado por uma história que nos reúne, traz à memória nossa miséria e necessidade de perdão (orações), proclama a Palavra, nos convida à mesa (Santa Ceia) do Senhor Jesus, onde a sua graça transborda, e, em seguida, nos envia de volta ao mundo para que sejamos testemunhas do Cristo vivo. Esta é a forma do culto cristão: a reunião, as orações, a Palavra, a mesa e o envio.

Continue lendo “Uma breve reflexão sobre o culto cristão”

O coração como ponto de partida

Screen-Shot-2015-09-25-at-12.20.55-PMTodo relacionamento possui um ponto de partida. Se o nosso alvo é constituir uma família com relacionamentos saudáveis, é preciso começar em algum lugar. Se quisermos colocar qualquer projeto ou plano de vida em prática, é necessário que se comece em um determinado ponto. E com nosso relacionamento com Deus não é diferente. Se quisermos cultivar um relacionamento íntimo e saudável com Deus, temos que ter um ponto de partida. Deuteronômio 6:4-6 nos ensinar a ter o coração como ponto de partida. Antes de começarmos a exercer influência, a lidar com pessoas, a buscar relacionamentos familiares saudáveis, ou uma vida espiritual mais ativa, devemos começar amando a Deus sobre todas as coisas: Continue lendo “O coração como ponto de partida”

Deus e as nossas ruínas

colosseum-interior-painting-cole-1

Cada ser humano carrega a imagem de Deus com a qual foi criado. Porém, esta imagem de Deus no ser humano foi corrompida e deturpada pelo pecado, mas não foi aniquilada totalmente. De uma forma ou de outra, ela ainda está lá. É como se olhássemos para o Coliseu de Roma, uma enorme e linda estrutura construída entre 70 e 90 d.C. mas que foi destruída e agora, tudo o que se pode ver são ruínas de algo maravilhoso que já existiu. O Coliseu não foi aniquilado totalmente, pois ainda podemos ver e visitar as ruínas do que sobrou. Continue lendo “Deus e as nossas ruínas”

Salvação para todo mundo

9a5ad646-78a6-4821-827b-34644bf8521bExiste uma posição teológica chamada de “universalismo”, que ensina que toda a humanidade será salva. Todas as pessoas tem um lugar à mesa do Senhor, pois, baseado em João 1.29 que diz: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”, os pastores e teólogos adeptos do universalismo, crêem e ensinam que Cristo tirou os pecados de todas as pessoas e do mundo todo, por isso, o pecado já não é algo com que temos que nos preocupar mais, afinal de contas, Jesus já garantiu o lugar do mundo inteiro no céu. No final, o amor vence e todos serão salvos. Será? Continue lendo “Salvação para todo mundo”